O que fazer em Campos do Jordão e Monte Verde

Campos do Jordão oferece atrativos para todos os gostos – dos amantes da natureza e de esportes radicais aos que desejam apenas um tranquilo passeio urbano -, porém para montar sua estadia com as atrações certas a pesquisa é fundamental.

Para os apreciadores das artes, um bom roteiro pode ser a visita ao Palácio Boa Vista, sede de inverno do governo do estado. O prédio já vale a visita; além disso, ele conta com um acervo de 3.500 obras de arte e as visitas guiadas são gratuitas. Ali perto também é imperdível o Museu Felícia Leirner, com obras da escultora ao ar livre. O parque abriga ainda o auditório Cláudio Santoro, sede do Festival de Inverno de Campos do Jordão.

O Horto Florestal é destino certo para os que buscam o contato com a natureza, permitindo agradáveis trilhas em meio à mata. Os jardins do parque Amantikir e o borboletário Flores que Voam compõem bem o roteiro. Quer adicionar mais emoção? Dê uma passada no Centro de Lazer Tarundu ou no rancho Radical para uma incrível tirolesa em meio às araucárias.

Não importa a sua escolha, no fim da tarde, é nas ruas enfeitadas do Capivari que todos se encontram para curtir o clima frio, passear, fazer compras ou mesmo sentar-se e apenas observar o vaivém dos turistas, elegantes em seus cachecóis e sobretudos. Soltando a imaginação, o cenário com ares europeus ajuda a relembrar viagens passadas ou a sonhar com as futuras.

Campos do Jordão

Museu de Esculturas Felícia Leirner

Uma das atrações mais conhecidas e um dos locais mais bonitos de Campos do Jordão, o Museu de Esculturas Felícia Leirner é um museu a céu aberto que reúne obras da escultora nascida na Polônia e naturalizada brasileira. São 84 obras – 44 em bronze e 40 em cimento branco – espalhadas em uma bela área verde…

Baden-Baden Cervejaria 

A Baden Baden é um dos principais símbolos de Campos do Jordão e, além do bar mais famoso do Capivari, oferece uma visita guiada, onde o turista pode conhecer mais sobre os dez tipos de cervejas artesanais produzidos na cidade.

Morro do Elefante

Um dos pontos turísticos clássicos de Campos do Jordão, conta-se que o Morro do Elefante recebeu esse nome devido ao seu formato, que lembraria, em tempos antigos, a tromba de um elefante. Subir até lá de teleférico, trenzinho ou de carro mesmo, para apreciar e fotografar a vista deslumbrante da cidade.

Rua Dr. Forjaz, 93.

Eis o endereço da badalação em Campos do Jordão. A cervejaria Baden Baden tem capacidade para 600 pessoas, mas na temporada é quase impossível conseguir uma mesa sem ter que esperar. Ali é o centro de todo o agito, que se espalha para os bares e restaurantes vizinhos, a ponto de as pessoas tomarem a rua. Vale a visita!

Teleferico

Campos do Jordão tem o sistema de teleférico mais antigo do Brasil, inaugurado em 1972. Por R$ 17 você embarca na praça da Estação do Capivari, sobe ao Morro do Elefante e faz o trajeto de volta. Se quiser, pode levar como lembrança uma foto sua na cadeirinha, que é individual.

Amantikir

Um passeio muito bacana para ser feito em família ou por casais é apreciar a beleza dos jardins temáticos do parque Amantikir. As flores e a vegetação de vários cantos do mundo formam cenários lindos e tranquilos, que sempre rendem belas fotos, especialmente na primavera.

Palacio Boa Vista

O Palácio Boa Vista é a residência de inverno do governador do Estado de São Paulo e oferece visitas guiadas gratuitas. Inaugurado em 1964, ele reúne um acervo artístico com mais de 3.500 obras, além de realizar exposições periódicas de artistas brasileiros e outros eventos culturais.

Boulevard Capivari 

É onde tudo acontece. Seja ao redor da praça Benedito Calixto – onde uma concha acústica sedia apresentações gratuitas do Festival de Inverno -, seja no calçadão da rua Djalma Forjaz, o Capivari é o ponto de encontro de todos os que visitam Campos do Jordão. Das turmas jovens e elegantes aos casais apaixonados,…

Horto Florestal 

O Parque Estadual de Campos do Jordão, mais conhecido como Horto Florestal, tem uma área de 28.800 hectares recoberta de Mata Atlântica e de Araucária. O contato com a natureza entre suas árvores, percorrendo as várias trilhas, lagos e pontes é um excelente passeio durante a visita à cidade.

Ducha de Prata Nota

Ainda no circuito dos passeios mais tradicionais – e gratuitos – de Campos do Jordão, a Ducha de Prata reúne várias quedas d’água artificiais que podem ser observadas de vários ângulos por meio de passarelas de madeira.

Centro de Lazer Tarundu

Localizado em uma bonita área verde no bairro Gavião Gonzaga, esse antigo haras proporciona um passeio com diversão para todas as idades. Entre mais de 15 atrações, é possível escolher entre esportes de aventura, cavalgadas, trilhas pela mata nativa e minigolfe.

Pico do Itapeva

Ponto alto (sem trocadilho!) do circuito de atrações tradicionais e populares de Campos do Jordão, o Pico do Itapeva não fica em Campos do Jordão, mas na cidade de Pindamonhangaba. O local fica a 15km do Capivari, com acesso fácil por meio de uma estrada asfaltada, e oferece uma belíssima vista do alto de seus 2.030 metros de altura.

A Arte da Pizza 

A Arte da Pizza é a pizzaria do Grande Hotel Campos do Jordão, o hotel escola do Senac. O local tem liderado alguns dos mais conceituados rankings como a melhor pizzaria do Brasil e ganha destaque também na nossa seleção. Em primeiro lugar, pelo atendimento, acima do padrão.

Maria Fumaça

Oferecido aos fins de semana, o passeio de Maria Fumaça é uma das atrações mais concorridas de Campos do Jordão; por isso é bom garantir seu ingresso com antecedência mínima de uma hora, na estação Emílio Ribas.

Aventura no Rancho

O Rancho Santo Antônio é mais uma área de lazer que permite ao visitante aproveitar as belezas naturais de Campos do Jordão praticando esportes radicais, como tirolesas e arborismo, ou com atividades mais calmas, como trilhas e cavalgadas.

Bosque do Silêncio

Localizada há apenas 20 minutos de caminhada do centro de Capivari, a área tem atrações como tirolesas, arborismo e minigolfe. O melhor, contudo, é caminhar pelas trilhas que cortam a mata, passando pelas passarelas de madeira, respirando ar puro e procurando avistar algum esquilo.

E o melhor: as trilhas são gratuitas!

Estação Emílio Ribas

A estrada de ferro foi por muitos anos a única ligação de Campos do Jordão com o resto do mundo. Com estradas precárias, que permitiam apenas o acesso a cavalo, até os primeiros automóveis da estância climática chegaram pelos trilhos.

Chocolates Araucária

Uma das marcas mais tradicionais de chocolates de Campos do Jordão, a Araucária oferece ao visitante a oportunidade de conhecer a sua fábrica. A visita é gratuita, mas não espere grande coisa: limita-se a observar o trabalho dos funcionários através de uma plataforma superior envidraçada.

Mosteiro Beneditino de São João

Localizado em um bosque bem próximo ao centro e no caminho para o Palácio Boa Vista, o mosteiro é um lugar encantador que vale a visita, seja para apreciar os belos jardins ou para um momento de descanso ou meditação junto ao pequeno lago ou à gruta. Todos os dias, às 17h45, é possível ver a oração.

Museu Casa da Xilogravura 

Xilogravura é a impressão em papel ou outra textura a partir de um molde de madeira. A descrição fria não faz jus às mais de 3 mil obras localizadas nesse interessante museu. Algumas impressões, entre as vindas de todas as partes do mundo, impressionam tanto pela beleza quanto pela dificuldade de realização.

Praça do Capivari

A praça Benedito Calixto, entre as ruas Djalma Forjas, Diogo de Carvalho e a avenida Macedo Soares, é o coração do Capivari – e, por extensão, o centro turístico de Campos do Jordão. Também conhecida como Praça São Benedito, devido à igreja de mesmo nome, sua marca principal é a concha acústica onde são realizadas apresentações musicais durante o ano todo, mas especialmente durante o Festival de Inverno, quando a praça é coberta de cadeiras e se torna o centro das atrações gratuitas.

MONTE VERDE

monte-verde2

A 1.555 metros de altitude, com clima frio e as belas paisagens da Serra da Mantiqueira, Monte Verde (na divisa entre Minas Gerais e São Paulo) é um cenário perfeito para os viajantes que buscam trânquilidade de contato com a natureza.

O que esperar de Monte Verde

Os casais apaixonados vão curtir o aconchego das pousadas e a atmosfera rústica – que o vilarejo conseguiu manter mesmo com o crescimento do comércio e o aumento do número de restaurantes.

Lareira, fondue, vinho: tudo em Monte Verde leva ao romance. Mas durante o dia é possível se exercitar fazendo belos passeios aos arredores e ter contato com a natureza.

Ao chegar a Monte Verde, não deixe de dar uma paradinha no portal da vila: o esquilo que dá boas-vindas se mexe.

O que fazer em Monte Verde

Lareira, vinho, boa comida, paisagens e arquitetura serrana. Olhando assim, é fácil entender porque Monte Verde está no topo na lista destinos românticos da Serra da Mantiqueira. Mas não se deixe enganar pelo climão ‘love is in the air’: namorar e sair para jantar não são as únicas atividades em cartaz.

Trilhas

A localização na altitude da Serra da Mantiqueira faz de Monte Verde um lugar com algumas opções de trilhas em meio à natureza. Algumas podem ser feitas por conta própria, mas o ideal é fazer passeios guiados com uma das 50 agências credenciadas. Um dos programas mais interessantes é assistir ao por do sol do alto de uma montanha — mas a volta precisa ser estrategicamente calculada para que você não se veja caminhando na trilha quando a luz some, o que acontece muito rapidamente. Há pouca (ou nenhuma) infraestrutura nos caminhos; leve água e lanche.

Trilha do Pinheiro Velho

Rapidinha e de fácil acesso, essa trilha tem saída da avenida principal e leva até o aeroporto desativado do distrito. Em meia hora entre a ida e a volta, é possível encontrar diversas árvores centenárias, entre as quais a do mais antigo pinheiro da região.

Trilha das Corredeiras do Itapuá

Dentro da área do Hotel Itapuá, essa trilha acompanha o Córrego do Cadete e suas diversas pequenas quedas d’água.

Trilha do Chapéu do Bispo

Chegar até a base das pedras de formação semelhante a um chapéu de bispo é relativamente fácil porque o terreno tem poucas subidas mais puxadas. Pelo caminho é possível ir parando em vários mirantes disponíveis em bifurcações do caminho. O percurso é de uma hora entre a ida e a volta.

Trilha da Pedra Redonda

Praticamente todos os prestadores de serviços turísticos do distrito oferecem o passeio ao topo da pedra, passando por um caminho que já conta com alguns lugares para facilitar o acesso, como escadas e algumas tábuas no chão. Ainda assim, o percurso de aproximadamente uma hora e meia entre ida e volta é de intensidade intermediária, com várias inclinações.

No meio do percurso há um mirante com uma bonita vista, mas é lá no alto na Pedra Redonda, onde Minas Gerais e São Paulo se encontram, que a vista impressiona mais, principalmente no pôr do sol. Quando o dia está limpo, é possível identificar até cidades; em dias não tão perfeitos, a sensação é a de estar acima das nuvens.

Trilha do Platô

Outra trilha bastante movimentada de Monte Verde, de intensidade intermediária e vários aclives desde seu início. Há mirantes durante o trajeto. Entre ida e volta imagine levar ao menos uma hora e quarenta minutos de caminhada.

Trilha da Pedra Partida

Estreita e com caminho de subidas e descidas íngremes, passa por penhascos até chegar a seu cume. Espere levar ao menos duas horas e quarenta e cinco minutos entre a ida e a volta. O nível dessa trilha é avançado.

Trilha do Selado

Outra trilha de nível avançado e que não deve ser percorrida sem a presença de um guia, pois passa por mata fechada e tem acesso pouco utilizado. Espere levar ao menos quatro horas entre a ida e a volta.

Quedas d’água

Monte Verde não disputa a primeira divisão do campeonato nacional de cachoeiras, mas caçadores de quedas d’água não voltarão para casa sem acrescentar duas ou três ao seu currículo.

Seguindo de carro pela Avenida da Fazenda, chega-se à Roda D’Água, que forma um pequeno lago; à queda d’água do Gato de Botas, com várias pequenas cascatas; à Cascata Siriema e à queda d’água da Pedreira.

Mais distante do distrito, depois de seguir por 12 quilômetros na estrada sentido Camanducaia, à esquerda, você vai encontrar placas para a Cachoeira dos Pretos, de 170 metros de queda. Há estrutura de lanchonete no local.

Fazenda Radical

A alguns minutos de Monte Verde, a Fazenda Radical oferece uma série de atividades de aventura — um superprograma para fazer com filhos teens. As atividades podem ser compradas de maneira avulsa (R$ 25 a R$ 100 po atividade) ou em pacotes (R$ 40 a R$ 156, dependendo das ativiades incluídas).

O lugar oferece duas mega tirolesas (uma de 475 m e outra de 450 m, a 70 m de altura), circuito de arvorismo (9 obstáculos bum percurso de 110 m), escalada, arco e flecha, slackline e passeio de quadriciclo (num percurso de 1 hora por trilha de 13km, em terreno acidentado, com acompanhamento de um guia).

Não deixe de fazer o passeio por conta de chuva no dia anterior: o público costuma indicar que passar por poças gigantes de barro é um dos momentos mais divertidos do passeio de quadriciclo.

Dentro da fazenda, as atividades se realizam em pontos distantes uns dos outros. É conveniente ir de carro até o ponto de saída de cada atração.

Escola Mineira de Falcoaria

Localizada dentro da Fazenda Radical, a Escola Mineira de Falcoaria é um espaço conduzido pelo biólogo Riuvânio Rodrigues. Sem pressa, ele explica sobre as especificidades e hábitos de águias, corujas, falcões e gaviões.

Quem faz a caminhada com falcões tem a oportunidade (incrível) de, devidamente equipado, servir de apoio para que uma das aves de rapina voe livremente e pouse em seu braço. É também nessa atividade que se alimenta a ave, limpando seu bico, um ato que cria uma conexão entre a pessoa e o animal.

Riuvânio responde a qualquer pergunta sobre as aves, mostra como elas se comportam conforme outros elementos acontecem ao redor (como quando um dos cães locais passa por ali; ou quando os quadriciclos começam o passeio) e transforma o passeio em uma aula interativa.

Fazenda Esperança

A centenária Fazenda Esperança fica nos arredores de Monte Verde e combina natureza intocada (com direito a corredeiras e trilhas) com vida rural. Resultado: além de vaquinhas e cavalos pode ser que você aviste outros residentes, como lobos-guará, veados e tamanduás. Tem restaurante e venda de doces.

Orquidário MV

Quase 1.500 espécies de orquídeas e 150 de plantas carnívoras dividem a estufa com bromélias, cactos e suculentas no Orquidário, que apesar dos números, é pequeno. Há também venda de mudas, e, dependendo da época, palestras sobre o cultivo das plantinhas.

Paulo das Trutas

O trutário de um dos restaurantes mais tradicionais de Monte Verde é um dos pontos de visitação do distrito. Ali é possível ver a criação dos peixes em um lugar cercado por mata nativa. Há também uma filial do restaurante, uma loja de compotas e geleias e outra de cachaças, com alambique e tudo (a marca Filho da Truta oferece sabores diferenciados).

Fritz Tour

Em aproximadamente 40 minutos, o simpático Braumeister Jorg Franz Schwabe, que se formou mestre cervejeiro em 1972, apresenta o processo de produção da cerveja artesanal alemã servida no Chopp do Fritz, que fica a poucos metros da fábrica.

Ele explica sobre os ingredientes da bebida, a história da cerveja e o ‘selo de pureza’ alemão antes de servir a todos os participantes um copo de chopp direto do tonel.

Ao final do passeio, todos ganham uma garrafa da cerveja produzida ali.

Restaurantes Alemães em Monte Verde

monte-verde-restaurante-alemao

Fritz

Salsichões e, obviamente cervejas, são a especialidade do Fritz. Há diversos pratos que servem duas pessoas misturando diferentes carnes — como o München, que traz Eisbein defumado, Kassler, salada de batatas e chucrute acompanhados de molho páprica. Vários rótulos produzidos na casa são servidos harmonizando com os sabores. Saladas e aperitivos também fazem parte do cardápio.

Wurst Fast Food

‘Um food truck que não sai do lugar’. É assim que os monte-verdenses se referem ao escondidinho Wurst Fast Food, que serve salsichões no espeto, com batata rosti, goulasch e lanches gourmet.

Tenne

Weisswurst, Kassler e Bratwurst são servidas também no Restaurante Tenne.

Confraria Paulistânia

Pratos alemães são os petiscos na Confraria Paulistânia. Como o espaço tem mesas ao ar livre e outras em ambiente coberto, recebe visitantes com pets.

Bistrô Krause Haus

Com ar acolhedor, o Bistrô Krause Haus tem opções feitas na hora, além de salames, linguiças e pernis, além de vários rótulos de cervejas.

Dúvidas?

Fale conosco através de nosso WhatsApp: 11.98820-4881 ou através do link abaixo:

WHATS APP

Email: contato@pepturismo.com.br

Tel: 11.2609-1433

**Confira nossas tarifas especiais através do link abaixo:

www.pacotesepasssagens.com.br

pp-02

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: